17 de março de 2011

Céu de Estrelas

Quero viajar nos teus sonhos,
Afagar-te os cabelos, fazer um carinho,
Quero te levar comigo!
Pois sou água de rio, meu destino é o mar,
Sou vento, sou tempestade,
Meu destino é te amar!

Sou areia no deserto,
Se não tenho você por perto,
Sou folhas secas levadas pelo vento,
Que não tem destino,
Caminho sozinho, já não sei o que sinto,
Sorriso de menino, doce lamento.

É assim que vou pela estrada,
Já não tenho certeza de nada,
Se o amanhã chegar, deixa rolar,
Mas se não acontecer quem vai perceber?
Quem poderá escutar,
Os lamuriantes gritos de uma alma em prantos a verter?

É assim que vou, é assim que eu sou,
Águia solitária voando no infinito,
No silêncio da noite, sinto o vento, seus açoites,
Viajo então em pensamentos,
Relembrando o passado, nossos momentos,
Que se perderam no infinito de um lindo céu de estrelas.

3 de março de 2011

Recomeçar

Viajo em pensamentos, em passos lentos,
Meu destino é incerto, sem você por perto,
Minhas lágrimas são frias,
Lágrimas que desce noite dia,
Sem você meu caminho é deserto,
Abraço o travesseiro, sobre o peito aperto,

A solidão insiste você não está presente!
A distância é um castigo, te quero comigo,
Vou arriscar deixar as ondas me levar,
Há um porto seguro, meu amor eu lhe juro,
Não aprendi, não consegui ouvir teu adeus,
Quero sentir e mais uma vez olhar nos olhos teus,

E direi que eu te amo que eu te chamo,
Vem ficar comigo, meu sonho é contigo,
Deixa que eu te abrace que te aperte,

Não fale nada, apenas caminhemos por esta estrada,
Esqueça o que passou e não pense em mais nada,
Estou aqui, vamos realizar nossos sonhos,

Um novo começo eu te proponho,
Eu não te esqueci, você não me esqueceu,
Então vamos recuperar tudo que a gente perdeu!