Textos Sugeridos pelo Autor

27 de abril de 2011

Conto de Fadas

Hoje descobri que o passado é um fardo,
E a gente carrega, não percebe quando fica cansado,
Ainda choramos pensando nele!
Não vivemos o presente, não amamos o bastante,
Pra seguir em frente, o futuro parece tão distante,
O passado é uma prisão que ao lado segue.

Não amamos quem nos ama,
Não choramos com quem chora por nós,
Sofremos a sós!

A sós com nossas angústias,
Com nossas tristezas, com nossos pesadelos.
Com isto morremos a cada dia e pensamos como seria,
Se tivéssemos aquilo, se tudo aquilo tivesse acontecido,
Mas não aconteceu e às vezes vivemos na ilusão,
De que um dia tudo novamente será como antes,
Engano! O coração se engana e nos leva junto.

Às vezes acreditamos em um sonho,
Em um conto de fadas mesmo sabendo que elas não existem,
Se é que um dia existiram!

Colocar os pés no chão é preciso,
Acordar para vida que todo dia revive ao nosso lado,
Que logo ao acordar nos diz ainda estou aqui!
Se sonhares assim, este sim vale a pena!

22 de abril de 2011

Destino Meu

Gritei ao vento numa noite fria,
Senti a chuva fina que em meu rosto caia,
Não vi você partir, não te ouvi despedir!
E agora o que faço, sem o teu abraço?
Sem teu amor eu não me acho,
Como esquecer tudo que já vivi?

Vou caminhando mesmo assim,
Deixo o destino me guiar,
Ainda há flores em meu jardim,
Levarei uma pra te dar!

Pois sei que vou te encontrar,
A vida dá muitas voltas e numa destas você vai estar,
A gente vai se encontrar outra vez!
Pra cada folha que cai nasce outra em seu lugar,
Pra cada lágrima que rolar, tenho um lenço pra enxugar!

Vou te esperar mesmo que seja sonho meu,
Vou te amar mesmo não recebendo um beijo seu,
Mesmo assim vou te esperar!
Sei que vais voltar!

Não me digas para esquecer,
Não tente me convencer!
Vou dormir e sonhar contigo,
Acredite no que eu digo,
Amar-te é um destino meu!

1 de abril de 2011

Carruagem de Fogo

Prefiro não dizer adeus,
Pois não quero te ver partir,
Se uma lágrima dos teus olhos cair,
Quero enxugar com um beijo meu!

Se a noite chegar e em trevas o dia se tornar,
Quero acender um farol e fazer a luz brilhar,
Por onde caminhares guiarei os teus passos,
E se Te cansares te levarei em meus braços!

Um dia ainda faço o tempo parar,
Peço ao mar para se acalmar,
E te juro amor eterno!

Levo-te em minha carruagem de fogo,
Acredite, não é um discurso de demagogo,
Quero sim te aquecer neste inverno!!!