22 de junho de 2010

Não dá prá esperar

Quanto posso esperar por alguém que não vai chegar!?
E se eu chorar, as lágrimas quem vai enxugar?
Não dá para esperar!!
A felicidade vir bater em minha porta,
Acreditar que alguém se importa,
Sem buscar o que é real e conforta?

Louco sou pela vida!
E não importa se a sorte foi perdida,
Muitas razões existe pra levantar e lutar!
Se um amigo se vai, muitos outros virão,
E num abraço forte, aperto de mão,
Surge então uma nova canção!

É o grito da alma,
Que agora tem pressa, muita pressa de chegar!
Ao ápice, ao cume do monte e descansar!

Da fonte nas águas doce e calma,
A sede saciar, o corpo se banhar,
Dos olhos as lágrimas não mais rolar!

Não dá prá esperar!
Se não acreditar!

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com