18 de março de 2012

Em Busca da Aurora

Ando por ruas onde reina a dor,
Tristezas e mágoas, mágoas e tristezas,
Neste mundo tenho medo da beleza.

A minha felicidade é como flor,
Que murcha e cai ao chão,
Deixando em seu lugar a solidão!




Em cada canto existe o horror,
Sinto a presença das pessoas,
Pessoas tristes, mas boas.


Sinto também terror,
Pessoas felizes com as misérias dos outros,
Esses humanos maus e loucos!

Essa vida sem nenhum sabor,
Eu não poderia viver, por isso vou embora,
Seguindo o horizonte, em busca da aurora!

15 de março de 2012

Quero Te Namorar

Quero te namorar,
Como se fosse à primeira vez,
Olhar em teus olhos,
Sentir o coração pulsar,
E outra vez me apaixonar!

Quero sentir o arrepio,
Não como aqueles que vêm com o frio
Mas igual àqueles que a gente sente,
Quando sabe que esta amando,
E na pureza de um sentimento inocente,
Revelar todo amor que no peito está inflamando!
Quero te namorar,
Segurar em suas trêmulas mãos,
E nunca mais te deixar,
Contemplar em teus olhos o brilho da paixão,
E sentir verter sobre minha face lágrimas de emoção!

Quero te namorar,
Sem medo, sem culpa e sem juízo,
Enquanto houver eternidade,
Ou alguma coisa além do insano,
Bem distante do profano,
Que seja apenas nossa felicidade!


Por tudo isto e alguma coisa a mais,
Ainda quero te namorar,
Pra ser sincero quero te amar,
Até quando Deus quiser,
Até onde eu puder chegar!

13 de março de 2012

Aos Teus Pés

Pede-me o céu
E te darei o paraíso,
Beije-me com teus lábios de mel,


E perderei todo meu juízo,
Serei todo seu,
Totalmente entregue aos teus pés,


Dai-me o teu sorriso,
E te darei mil razões para acreditar,
Que sem você eu não vivo!

Que sem você já não posso caminhar.
Dai-me teu abraço,
E te conto um segredo meu,

Se preso estiver em teus braços,
Saberei que ninguém é mais feliz do que eu!

9 de março de 2012

Quando a Dor Me Abraça


Quando a dor me abraça,
Da alma um grito soa no infinito,
Não tem graça!!

A noite chega e somente eu e a lua,
A caminhar por estas ruas,
A esperar na estação pelo trem que passa!

Eu sei que ele não traz o meu amor,
Não sabe da minha dor,
Por isso passa sem parar!

Mesmo que ele soubesse,
Se ouvisse a minha prece,
Não poderia me falar!

Por isso quando a dor me abraça,
Fecho os olhos, sinto o vento, seus açoites,
Logo sei que passará mais esta noite,
Que não tem lua e não tem graça!

Será que se escreveu nas estrelas,
Que cheguei tarde e não pude vê-la?!
Que a brisa leve virou vendaval,
E o sereno da madrugada,
Tempestade colossal?

Sempre fico assim,
Tentando esquecer de mim,
Quando a dor me abraça,
E sei que não tem graça!

6 de março de 2012

Tempo para Amar


Quando você olha pra mim,
Este teu olhar me assanha,
Em pensamentos te devoro!
Em gestos frenéticos te imploro,
Não me deixes só!

Mas antes que meus olhos se fechem,
Já sinto no ar o que está por vir,
E posso sentir teus lábios a me tocar,
Teu perfume se exala pelo ar,
Então sei que estás aqui!


Ouço o teu sussurrar,
Como uma brisa suave em meus ouvidos,
Temos todo tempo para amar!
Nenhum momento será perdido,
Nenhum sonho será esquecido!