Textos Sugeridos pelo Autor

1 de setembro de 2012

Soneto da Solidão


As palavras sumiram,
O coração deleita em dor,
A solidão e a lua se uniram,
Tripudiando sobre o meu dissabor!

Ouço o silencio da noite,

Sinto o vento a balançar as cortinas,
Mesmo suave se traduz em açoites,
Cortante como uma guilhotina!





A penumbra traz aconchego,

Devolve a paz e o sossego,
Um momento pra sonhar!

Então acredito na razão,

E ouço tão somente meu coração,
Que simplesmente pulsa por amar!

3 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com