11 de maio de 2012

Amar-te Assim


Procurei-te no meio da noite,
Quando em minha janela sentia o vento, açoites,
Não te encontrei, teu nome gritei!

Recebi de volta o eco do meu grito,
No peito um coração, sofrido e aflito,
Por onde andas eu não sei!

Pedi a lua uma noite de luar,
E ao vento, não deixe de soprar,
Quem sabe sinto o teu perfume no ar!


Mas a noite passou e o sol nascente em esplendor,
Não trouxe o meu amor, não acalmou minha dor,
Onde mais terei que procurar?

No ápice da montanha talvez uma esperança,
Mas não sei se minhas forças alcançam,
Não custa nada, posso tentar!

Já naveguei por todos os mares,
E nada fará com que eu pare,
Meu desejo é te encontrar!

Em meus sonhos eu te vejo,
Quando acordo ainda mais te desejo,
Vou viver e te amar assim!

A distância não vai impedir,
Que eu continue a sentir,
Todo amor que por te renasce em mim.

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com