7 de dezembro de 2010

Dependente de Carinho

Queria te falar de amor,
Entregar-te flores ao amanhecer,
Acordar-te com beijos,
Atiçar-te os desejos,
Em meus braços te aquecer!
Abraçar-te, te envolver em meu calor!

Queria te levar pelas nuvens,
Conduzir-te pelos ares ao vento,
Falar-te de todo meu sentimento,
Não apenas dizer eu te amo!
Seria muito mais, além de vertigens,
Escuta amor, sou eu que te chamo!

Grito em meus sonhos o teu nome,
Grito bem alto aos quatro cantos deste mundo,
Conto as horas, minutos e os segundos,
Só pra te ver chegar!
A solidão que às vezes me consome,
Faz-me cada dia mais te amar!

Sou assim dependente de carinho,
Teu amor é sinônimo de vida,
Luz que ilumina minha estrada perdida,
Por onde vagamente andei sozinho,
Na ansiedade louca de te encontrar,
Olhar nos teus olhos e dizer, te amo querida!

3 comentários:

Noêmia F. Vieira disse...

Você me surpreendeu com esse poema!Estou sem palavras.

Zil Mar disse...

Oi....lindo seu post....

tem um selinho pra vcs no meu blog...está ao lado na barra lateral...

bjos e meu carinho!

Zil

Alexandre da Fonseca disse...

LINDO POEMA! SUCESSO E MUITA PAZ...ABRAÇOS VISITE: WWW.INSTITUTOEUQUEROPAZ.BLOGSPOT.COM

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com