10 de dezembro de 2009

Amargo Como Fel

Estou tentando juntar os cacos,
Dos pedaços que sobraram da minha ilusão!
Do meu coração partido,
De meu orgulho ferido,
De minha louca paixão!

Estou tentando encontrar um rumo,
O Mapa desta estrada,
Talvez uma luz no fim do túnel,
Ou um alento para esta jornada,
Onde o doce é amargo como fel!

Estou tentando não ter que te esquecer,
Estou tentando não ter que te querer,
Pois só assim ainda poderei viver!

Se esta for a razão,
Calarei então a voz deste meu coração,
Que morre e sofre por esta paixão!

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com