Textos Sugeridos pelo Autor

10 de dezembro de 2009

Lute

As vezes somos tal qual folhas secas,
Pairando no ar, sem destino algum,
Esquecemos de amar nem deixamos que nos amem,
Somos barco a deriva sem controle nenhum!

E como estas folhas leve e soltas,
Seguimos pelos ares,
Talvez cheguemos aos altos mares,
Quem é que sabe onde o destino vai nos levar?


Não se pode acreditar somente no destino,
É preciso crescer e deixar de ser menino,
Retomar os lemes e controlar o vento,
Acreditar que algum dia será diferente só não basta,

O que faço no presente reflete no futuro,
Depois não adianta achar que o futuro só a Deus pertence,
Cruzar os braços e sentar sobre o muro,
Esperar para ver o que acontece!

Folhas secas vão com o vento,
Quem sabe onde vão chegar?
Confiar na sorte é viver sem alento,
Nunca se sabe quando se ela realmente virá!

Lutar é preciso!
Lute!

0 comentários: