Textos Sugeridos pelo Autor

27 de setembro de 2011

Conte-Me


Conte-me teu segredo,
O que te faz rir, o que te põe medo,
Serei o teu anjo, teu guia, o teu braço forte!

Conte-me sobre as tuas lágrimas,
Porque ainda choras,
Serei como uma brisa suave e soprarei até que sequem!

Conte-me os teus desejos,
Aflorados pelo calor de meus beijos,
Serei como o orvalho para te tocar!

Conte os grãos de areia do mar se puder,
Conte as estrelas do infinito céu azul.
Assim é todo meu amor por você!

Sinta as batidas forte do meu coração,
Saiba que Tu és a razão,
Que me faz viver, que me faz te querer,
Ainda que tão longes estejas então.

1 comentários:

Priscila disse...

nossa, me apaixonei por esse poema.. a construção é perfeita, é uma arte.. pude perceber de forma gradual o apaixonar-se do eu-lírico, começando a saber o segredo (como amigo), em seguida as lágrimas (reafirmou a confiança), depois os desejos (inicio da paixão), logo após o amor em si expresso na contagem da areia do mar e por fim a declaração. Amei. simula muito bem um relacionamento na visão romântica. Parabéns.