25 de novembro de 2010

Queria Ser

Eu queria ser como o vento,
E suavemente tocar seus cabelos,
Queria ser como as águas,
Para envolver seu corpo inteiro!

Do seu perfume queria ser a essência,
Queria ser como os raios do sol,
Pra deixar teu corpo aquecido,
Queria ser como a lua,


E não deixar trevas em seu caminho,
Pra você eu seria tudo!
Mas de repente este tudo é nada,
Serei talvez algo pra você?

Não sei...
Apenas sei que de tristezas até chorei,
Que rios de lágrimas derramei,
Mas isto não foi o bastante,

Sinto você cada vez mais distante,
É esta a razão do destino,
Que me leva a viver utopias,
Caminhar sem rumo, sem notar que já se vai o dia,

Só pensando em você!
Já que é tão difícil encarar esta realidade,
Procuro nos sonhos a fantasia,

E assim talvez esquecer a angústia daquele dia,
Que deixou meu coração tristonho,
Assim repleto de ansiedade.

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para fazer seus comentários, lembrando que comentários anônimo serão permitidos porém não serão publicados!


Cleilton F. Vieira
cleilton@msn.com